Romeo X Juliet (TV)

1.0 2.0 3.0 4.0 5.0 Excelente

Informações

Ano 2007
Estúdio Gonzo
Diretor Fumitoshi Oizaki
País Japão
Episódios 24
Duração 23 min
Gênero Drama, Romance, Aventura

Adaptações literárias têm sido comuns nos últimos anos: a quantidade de filmes, novelas e seriados baseados em livros mostra ser algo bastante lucrativo, e dá a oportunidade às pessoas de conhecerem o que antes era possível somente lendo a obra. No Japão, alguns clássicos universais já tiveram versões animadas, sendo alguns memoráveis e outros mostrando a obra de uma maneira diferente. Diferenças entre a versão original e a adaptação são comuns, podendo ser discretas ou radicais: acaba sendo uma visão de quem faz a adaptação. E, quem tem costume de ler, sabe bem quais partes foram aproveitadas e quais deveriam ser mais exploradas. Baseado num dos livros mais famosos do dramaturgo William Shakespeare, a história de “Romeu e Julieta” mostra um romance proibido entre os dois principais personagens: o livro teve muitas adaptações que retratam a história. No caso deste, é um anime que usa a base da obra pra contar a mesma coisa, mas, nesta animação, podemos considerar uma nova versão do clássico inglês. Em “RomeoXJuliet”, a base do enredo do livro está lá, mas, trata-se de uma releitura do original, que nada perde a quem conhece bem a história: vemos um mundo medieval com toques fantasiosos onde se desenrola o enredo em si. A história acontece numa ilha flutuante chamada Neo Verona, cujo governo é constituído por duas famílias: os Montague – Montecchios – e os Capulet – Capuletos – que cuidam do lugar há gerações. Infelizmente, o patriarca dos Montague decidiu tomar o poder pra si e mandou matar a todos os que faziam parte dos Capulet. Claro que não conseguiu matar a todos: sobrou a filha, Juliet, que fugiu com a ajuda de um dos servos fiéis da família, livrando-se de ter o mesmo destino dos seus familiares. Passados 14 anos, Neo Verona é governada pelo Duque de Montague: os ricos foram beneficiados e os pobres têm de se virar, precisando sobreviver e aceitar sem exceções as regras do atual governo. Neste ambiente, ainda existe a perseguição por trás da última sobrevivente dos Capulet: então, pra quem não tem condições de vida, acabam acusando qualquer um pra ter uma recompensa. Num destes momentos, somos apresentados ao Vendaval Vermelho, um herói mascarado que salva uma destas pessoas e luta contra os opressores: seu estilo é similar ao Zorro, usando capa e espada. Ao ficar encurralado, é salvo por um jovem nobre montado em um pégaso, que sente algo a mais no misterioso mascarado e é aí que o espectador descobre que se trata de Juliet. Por todos estes anos, disfarçou-se de garoto, sendo chamada de Odin e morando em um teatro, seu atual lar. No mesmo dia, sem querer acaba indo ao baile patrocinado pelos Montague e vê novamente o jovem, Romeo, e se apaixonam à primeira vista. Basicamente, a história se desenrola a partir do momento em que se conhecem e as conseqüências do amor deles: ambos sentem o verdadeiro amor, mas, por serem de famílias rivais, isto acaba se transformando no maior teste na vida dos dois jovens. Também podemos observar as conseqüências da opressão contra os menos favorecidos: desde prisões e trabalhos forçados até a morte dos que não agüentam tanto sofrimento e dor. Além de tudo, é óbvio reparar nas opiniões de cada pessoa que ora aceitam as ordens do duque, ora se arriscam para a existência de um futuro sem restrições ou desigualdades sociais. Os personagens da trama desempenham bem os papéis ao quais foram predestinados: desde os mais pacíficos aos mais rebeldes, cada um com sua função e forma de pensar. Chega a impressionar como uma trama com uma quantidade maior de personagens que a obra original consegue chamar a atenção e nos revelar algo único.

Aí vem a questão mais relevante: o que foi ou não pego da obra original. Se algum curioso chegar a ler a história, perceberão que a base do enredo original foi mantida, dando um alívio a quem duvida que haja mudanças radicais na estrutura da história. O contexto histórico na trama original é a época da Idade Média, onde romances eram arranjados por causa do status social das famílias envolvidas, sem opinião dos predestinados, como vemos nos nossos dias. Na questão dos personagens originais, foram mantidos os mais relevantes, já que não funcionaria criar personagens que não têm contato com os demais que são mostrados na trama em geral. Uma outra coisa a ressaltar é que, no livro, não é explicada a razão do ódio das duas famílias, mas a adaptação mostra as razões e suas conseqüências. Os que sofreram as maiores mudanças, comparando-se livro e adaptação, foram justamente os protagonistas, já que a personalidade de ambos acabou dando até mais fôlego – nada contra ao original – tornando-os mais dinâmicos e joviais, parecendo comuns, sem perder aquele toque romântico medieval. O próprio anime em si acaba homenageando o autor e suas obras: se observar bem, vai descobrir detalhes inesperados, e um dos personagens da trama acabará fazendo-o se lembrar de alguém muito familiar... Falar de todos acabaria estragando a surpresa, então, destaco os dois principais da trama, que dão o nome ao anime: Romeo é um jovem rapaz criado pelo pai, atual Duque de Montague: não aceita a forma com que ele governa Neo Verona e, por ter vivido na nobreza, pouco conhece sobre a situação do lugar. É um rapaz bondoso, que está preocupado por nenhum dos nobres ajudar a mudar a situação, devido ao poder de seu pai. Seu sonho é governar Neo Verona com dignidade e justiça, e aprende com Juliet e com a vida o que é preciso fazer. Tem como melhor amigo Benvolio, filho do prefeito de Neo Verona, e Cielo, um pégaso que ganhou da mãe, que o acompanha em seus passeios. Ao descobrir a verdade sobre Juliet, passa a ser um importante aliado contra a soberania do próprio pai. Juliet é uma moça que teve de se esconder pra não ser morta, após ter perdido sua família: ao ver as injustiças ocasionadas pelo duque, passa a atuar como Vendaval Vermelho. E foi neste disfarce que conheceu Romeo e o amor, sendo dividida entre o dever de vingar-se dos Montague – pelo que fizeram com sua família - e o amor por ele. Quando sabe que ele é filho dos Montague, decide no começo afastar-se dele, mas o sentimento de paixão acaba falando mais forte. Sua personalidade nos revela alguém que quer ajudar os mais fracos e faria qualquer sacrifício pela felicidade de todos e de si mesma. Tem como melhores amigos a Cordelia, que se conhecem desde pequenas, e Antonio, um garoto que ajuda Juliet nas suas ações como Vendaval Vermelho. Uma produção dos estúdios Gonzo, a qualidade da animação enche os olhos, conseguindo misturar muito bem o estilo tradicional com os gráficos em computação gráfica. Além disso, o traço dos personagens é demasiadamente simples, conseguindo expressar a maneira e trejeitos de cada um. Como se trata de um anime medieval, os figurinos são da época com algum toque moderno, mas nada de extravagâncias. Na parte musical, o destaque fica por conta do tema de abertura – Inori~You Raise Me Up – de Lena Park, que é cantado em duas línguas – a japonesa como tema de abertura, e em inglês, cantada em alguns episódios – entre ambas, a japonesa é a mais linda, pois consegue passar a sensação do amor entre os principais personagens; os encerramentos são dois – Cyclone, da banda 12012, que tem um toque bem rock e combina com as rivalidades entre Montague e Capulet e Sayonara Yesterday, da cantora Mizrock, que é mais suave e calma.

Aos que procuram por uma história de amor e ao mesmo tempo, dramática, a sensação de assistir “RomeoXJuliet” é uma experiência que vale a pena conferir...

Escritora Otaku
>

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.internal_encoding is deprecated in /home/animebook/animebook.com.br/library/Zend/Locale/Format.php on line 784

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.internal_encoding is deprecated in /home/animebook/animebook.com.br/library/Zend/Locale/Format.php on line 1050