Sneznaya Koroleva (Movie)

1.0 2.0 3.0 4.0 5.0 Bom

Informações

Títulos The Snow Queen
Ano 1957
Estúdio Soyuzmultifilm
Diretor Lev Atamanov
País Rússia
Duração 55 min
Gênero Fantasia

Contos de fadas sempre renderam boas animações. Há algo de encantador e familiar neles, uma certa mágica intangível. Há vários exemplos, indo desde A Branca de Neve e os Sete Anões às paródias modernas como Shrek. Sneznaya Koroleva (A Rainha da Neve) é um filme de 1957, criado na União Soviética. O diretor Lev Atamanov produziu a obra em Moscou, no estúdio Soyuzmultifilm. O roteiro é uma adaptação de um conto de fadas de Hans Christian Andersen, escritor que deixou como legado contos como A Pequena Sereia e O Patinho Feio. O filme começa com um ser pequenino com aparência de duende apresentando-se ao público. Seu nome é Ole-Lukoie, Deus dos Sonhos (conhecido aqui como João Pestana), personagem de um conto de Hans Christian Andersen. Ole-Lukoie serve como narrador da história, interrompendo o filme de tempos em tempos para dar explicações. Um casal de crianças vizinhas, Gerda e Kay, trocam presentes. Cada um dá ao outro uma rosa e eles resolvem plantá-las juntas para que sejam inseparáveis, assim como os dois. No inverno, Kay vai à casa de Gerda para ouvir as histórias da avó da garota, e pergunta a ela de onde vêm os flocos de neve. A avó de Gerda conta que eles vêm do norte, voam sobre oceanos e são servos leais da Rainha da Neve. A Rainha é feita de gelo e vive em um palácio também de gelo, de onde observa seus domínios - todos os lugares com gelo e neve - por um espelho mágico. Frequentemente, ela voa pelas cidades durante a noite, e observa as pessoas pela janela. Gerda fica assustada, mas Kay começa a rir e fala que se a Rainha da Neve aparecesse, ele iria jogá-la em um fogão e derretê-la. A Rainha observa tudo de seu reino e, furiosa, faz com que duas lascas de gelo acertem Kay. Uma acerta seu olho, de modo que ele só veja o mal ao seu redor, e a outra seu coração, para que ele só pratique crueldades.

Kay se torna malígno, e perde o respeito por todos. No final do inverno, a Rainha da Neve sequestra o garoto e o leva para seu castelo, onde seu coração irá congelar e ele irá esquecer de tudo que já viveu e sentiu para se tornar um servo dela. Depois de esperar em vão pelo retorno de seu amigo, Gerda foge para procurá-lo. E aqui o filme realmente começa, com ela enfrentando diversos perigos para salvar Kay. Sneznaya Koroleva não tem um final épico, como é padrão em obras ocidentais. A jornada é o mais importante, e é onde a alma do filme reside. Gerda sofre bastante no caminho, e sua determinação é sempre posta à prova. Os personagems secundários dão vida ao filme. Em particular a filha da líder de um grupo de bandidos, uma garota mimada e que quer controlar tudo. Mas várias pessoas e animais interessantes cruzam caminho com Gerda. Uma bruxa, um alce, uma velha carente, esquimós, um casal de corvos amigos, uma princesa e seu garoto de companhia, entre outros. A qualidade da animação é razoável. Não uma obra-prima, mas é belo e fluido na maioria das vezes. O design dos personagens e cenários é bem variado. Kay, Gerda e a Rainha da Neve possuem um visual um pouco mais excêntrico, mas os outros personagens são mais parecidos com animações ocidentais. As paisagens são muito bem feitas e variadas. A dublagem em russo é ótima. Os atores são muito eficientes em suas interpretações. As raras músicas também são de bom gosto, e os efeitos sonoros, bem trabalhados e variados. Destaque para os sons de tempestades de neve, gelo quebrando e etc. O filme teve uma versão americana lançada dois anos depois. Além da dublagem, as modificações incluem a adição de 6 minutos de uma cena com atores reais antes do filme, uma espécie de prólogo. Esta versão é de domínio público, e pode ser encontrada para download e streaming aqui: http://www.archive.org/details/the_snow_queen_1959_animation

Embora não seja uma obra-prima, “A Rainha da Neve” entretém muito bem. A animação é datada, mas o filme é muito competente em contar a história de Hans Christian Andersen, sendo uma interessante obra de um país normalmente fora do escopo dos fãs de animação.

Heider Carlos
>

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.internal_encoding is deprecated in /home/animebook/animebook.com.br/library/Zend/Locale/Format.php on line 784

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.internal_encoding is deprecated in /home/animebook/animebook.com.br/library/Zend/Locale/Format.php on line 1050